27 de dez de 2007

23 de dez de 2007

Crescer pra que?

Criciúma, 22 de dezembro de 2007.
Essa data com certeza irei guardar.
Ontem foi um dia especial desde o seu início.
Sabe aquele sensação de que o tempo não passou? de que tudo continua igual e que nunca vai mudar? Me senti adolescente. Me senti nos anos 90, e foi lindo!
A começar pelo almoço marcado entre eu e minhas duas amigas-irmãs. O tempo passa, a gente mora longe, trabalha, não tem tempo de se falar, mas parece que nos falamos ontem. A intimidade, as bagunças, as conversas...ha um sentimento de que nunca ficamos longe uma da outra.
Claro que a nossa conversa de ontem girou toda sobre o show marcado para logo a noite.
Foi a celebração da adolescencia feliz vivida numa cidade do interior.Estavam quase todos lá. Pessoas que eu não via ha tanto tempo que eu nem sei dizer quanto. Todos querendo ver Piñacolada tocar. Querendo ouvir "crescendo vai passar e como antes nunca será, se o destino distanciar, como antes nunca será, crescer pra que? crescer"
Cantamos, pulamos, choramos até. E todo mundo se abraçou, todo mundo celebrou a amizade e o tempo passado. Mesmo quem não estava lá nos anos 90, mas que com certeza já tinha ouvido falar de tudo que acontecia na nossa cidade nessa época.

19 de dez de 2007

eu canto mais legal, né?

pobre da Maria, parece que falta aaaaaaar!
sabe que hoje em dia é difícil ser feliz a vida inteira
mas, será que ela não vê que a felicidade é ao contrário?

A loucura mora ao lado

Essa semana foi bem tumultuada, como já vem sendo a minha vida desde semana passada. Parece que cada acontecimento é um choque. Às vezes pro bem, às vezes pro mal. Então voltando ao meu comentário sobre o que foi 'bem pesado' na minha 2ª feira...
Eu trabalho com saúde mental. Loucos e loucuras são a coisa mais normal para mim. Vivo bem com isso e na verdade eu adoro. Mas algumas coisas não dá para se acostumar.
Nessa 2ª feira uma paciente que desde que eu a conheço, ha pouco mais de 5 meses, teve de ser pega a força por policiais dentro do nosso ambiente de trabalho por estar em surto psicótico.
Ela é para todos da nossa equipe uma pessoa muito querida. Esta quase todos os dias nos visitando, nos ajuda no que precisamos e gosta muito de ficar por lá papeando.
Há umas duas semanas vimos notando e conversando uns com os outros sobre ela, já vendo uns sinais de que algo não estava bem.
Ela andava agitada, falando muito sobre coisas que nós sabemos que não exite, inventando mil estórias. Até que na segunda pela manhã ela quase agrediu a própria mãe e depois o médico psiquiátra da instituição.
Dava pra ver nos olhos dela que nada estava bem. Ela não estava tomando os remédios prescritos.
Depois de quase agredir o médico e ficar berrando todos os palavrões do mundo pelo corredor, ele indicou internação.
A tarde nós estávamos lá conversando. Ela cantava e dançava pelos corredores quando viu uma ambulância parada na porta. Já se agitou de novo e foi para a cozinha, que fica nos fundos. Eu fui junto para acalma-lá e não deixá-la sozinha com facas.
Então vimos que ela realmente não iria por vontade própria. A família mandou chamar a polícia e dois policiais pegaram-na a força e algemaram. Eu estava ali.
Ela berrava, esperneava, chutou tudo que viu pela frente. Caiu na rua porque não queria entrar no carro da polícia. A força, foi arrastada para dentro da 'gaiola' do carro e se foi. Foi para o hospital, onde sedariam ela para levá-la à internação.
No fim de tudo eu tremia. Uma amiga estava muito nervosa e os outros pacientes choravam.
Realmente uma segunda feira agitada.
No meio da tarde entre todos esses acontecimentos, recebi um telefonema confirmando minha vaga no outro emprego e cheguei em casa, abri meus emails e lá estava outro convite de trabalho...
Foi aí que eu escrevi o post aí de baixo. Agora você já ta entendendo tudo!

17 de dez de 2007

vou ser rica!

meu deus! 3 propostas de emprego em 1 dia só...
o que aconteceu no mundo? sou a única terapeuta no sul do Brasil?
jgflgasflhglhfghg

exagero total...mas tô até nervosa com o que escolher!

Outra hora eu escrevo sobre o dia de hj. Foi bem pesado e eu já rabisquei sobre ele.

15 de dez de 2007

Nesta 6ª feira eu consegui fazer várias coisas durante o dia.
Viu? to aprendendo!

post do dia 12/12

My tears run down like razorblades
And no, I'm not the one to blame
It's you ' or is it me?
And all the words we never say
Come out and now we're all ashamed
And there's no sense in playing games
When you've done all you can do

But now it's over, it's over, why is it over?
We had the chance to make it
Now it's over, it's over, it can't be over
I wish that I could take it back
But it's over

I lose myself in all these fights
I lose my sense of wrong and right
I cry, I cry
It's shaking from the pain that's in my head
I just wanna crawl into my bed
And throw away the life I led
But I won't let it die, but I won't let it die

But now it's over, it's over, why is it over?
We had the chance to make it
Now it's over, it's over, it can't be over
I wish that I could take it back

I'm falling apart, I'm falling apart
Don't say this won't last forever
You're breaking my heart, you're breaking my heart
Don't tell me that we will never be together
We could be, over and over
We could be, forever

It's not over, it's not over, it's never over
Unless you let it take you
It's not over, it's not over, it's not over
Unless you let it break you
It's not over





Quer ouvir?
Secondhand Serenade - It's Not Over

post do dia 10/12

Come with me my love
To the sea, the sea of love
I wanna tell you
How much I love you

Do you remember when we met?
That's the dayI knew you were mine
I wanna tell you
How much I love you





Quer ouvir?
Cat Power - Sea of love

8 de dez de 2007

REIGN OVER ME



Ontem foi um dia estranho.
Estranho porque eu não fui trabalhar, peguei o dia de folga. E o que fazer quando não se vai trabalhar? O que vocês fazem numa 6ª feira de sol?
Parece estranho, mas eu não sabia o que fazer.
Então primeiro eu tinha uma entrevista de emprego (outro emprego). Fui ao local, conversei, conheci o espaço. E depois?
Depois nada...
Estava calor e todo mundo sabe que eu não sou uma pessoa que anda pela rua pegando sol e passando calor, então desisti de sair de casa.
Deitei um pouco, li um pouco, andei pelo apartamento e resolvi 'pedir ajuda aos universitários' e ver no msn se alguém poderia me indicar um bom filme.
Logo uma amiga me indicou "Reign Over Me" - Reine Sobre Mim, com Adam Sandler.
É bom. Eu também indico.
O filme é sobre um cara que perdeu a família (mulher e 3 filhas) no acidente de 11 de setembro e depois disso entrou em depressão e se isolou do mundo.
Fala sobre culpa, luto, e como é difícil lidar com essas situações.
Acabou o filme e eu voltei ao msn pra agradecer a minha amiga, porque esse filme trata de assuntos que eu lido no dia-a-dia com as pessoas com que trabalho e vou inclusive recomendá-lo aos médicos psiquiátras e aos psicólogos que conheço.

Finalizei meu dia com amigos num bar. Foi bom, mas ainda acho que tinha alguma coisa no ar...