10 de mar de 2011

stalker

facebook, twitter, orkut, blog, fotolog, msn, gtalk, formspring...
midias (anti) sociais que nos põe a exposição de qualquer um a qualquer momento.
Meu nome está em 15 listas do twitter, a maioria de pessoas que eu nunca tive contato. Até esse momento tenho 535 amigos no facebook e tem dias que não acho uma alma pra ir a praia ou simplesmente tomar um café.  Não estou reclamando, não acho ruim. Só fico pensando na capacidade das pessoas "seguirem" a vida da outra. Querer saber, querer participar, opinar, ajudar pessoas que nunca viram na vida.
E a vizinha da porta da frente, você conhece? Você já a convidou pra tomar um café e conversar, falar de filmes, livros, música, da sua vida? Perguntar o que ela faz, do que ela gosta e mostrar o clip novo do Radiohead?
Paredes se tornaram bloqueio muito maior que distância. Conversar e conhecer pessoas frente a frente torna-se cada dia mais complicado.
É, a vida está ficando difícil.
Felizes os que teclam, os que postam e os que estão OnLine.

Um comentário:

Paula disse...

Isso é um tanto quanto assustador, estamos vivendo a era do DESCARTÁVEL, relacionamentos não são mais duradouros, deixando a virtualidade mais cômoda, pra que se dar ao luxo de criar laços com pessoas de carne e osso se podemos faze-lo pelo computador sem esforço algum e após alguns meses esquecer da pessoa. Lamentável. O pior é que nem percebemos isso.